Embora aberto ao público, as funções ainda não irão ao ar, agora.
Perceba que, mesmo a Matriz ainda não ergueu totalmente a lona e que, ainda, há mais personagens no picadeiro do que assistentes na platéia.

Primeiro ensaio

 

 

 

Enfim, nasceu!

 

Parece inacreditável mas, parte do conteúdo abaixo descrito, teve seu desfecho.

Ao menos a certidão, depois de 14 meses e alguns dias de gestação, saiu. 

Não foi um parto normal, teve que sair a  "fórceps",  mas contou com o excelente trabalho de parteiro do  
Ministério Público Federal. 

Como em quase todo o parto forçado, o nascituro não é perfeito mas, enfim, nasceu!

Nossos cumprimentos à jovem mamãe.

Aproveitamos para cumprimentá-la, duas vezes, pelo parto e pelo aniversário que transcorre amanhã, cinco de outubro, quando completará suas treze primaveras.

 

 

Está contido na Carta Magna, naquela parte que fala sobre Direitos e Garantias Fundamentais, um trecho que diz: " são assegurados a todos, independentemente do pagamento de taxas... a obtenção de certidões em repartições públicas, para defesa de direitos e esclarecimento de situações de interesse pessoal ".
(Se, alguma coisa mudou, neste lapso de tempo, entre lermos e escrevermos, por favor, avisem-nos. Vocês sabem, é claro, que não podemos alegar desconhecimento.)
Depois, criaram uma norma específica para regular o assunto. E esta diz que, o prazo para a expedição da certidão é de 15 ( quinze ) dias a contar da data do requerimento.
O artista pagou para ver !
No dia 13 de julho do último ano do século passado, incluiu-se entre os "todos", requerendo uma certidão na Delegacia Regional do Trabalho, na cidade de Santos. 

o_fantasma_da_mesa_redonda.htm


Ficou na platéia durante os  
15
dias previstos. 
E já está no picadeiro há mais de
  411.
Se o palhaço reclamou ? Mas, é claro !

Já reclamou, até, na ante-sala de S. Majestade,
de onde veio o único sinal de vida. 
Mas, não passou disso. 
Pois, o encaminhamento do pedido de providências
 que seu gabinete fez ao Ministério do Trabalho;
nem se deram ao trabalho de responder.

 

Em 13 de julho, fez um ano que o palhaço requereu
a tal certidão. E até agora... nada !

Completará quatro anos, também, a espera pela conclusão dos
processos de rito sumário
aos quais se refere o pedido de certidão.
Uma paciente espera, que se arrasta por mais de
1460
longos dias, criando inclusive,
a seguinte dúvida interpretativa:
"...através de rito sumário"
ou seria ?
"...através do rito sumiram" !


Envia tantos "e-mail" ao Ministério, que já se transformaram em
"e-inteiros".

Tem corrido tanto, em busca de auxílio do senhor Ministro,
que seus pés estão cansados.
Não suporta mais dor nelles.

.

.

 

Vejamos se, neste novo século , a vigência 
da Constituição Federal se estenderá a todos os cidadãos
ou, se continuará a ser privilégio de alguns apaniguados.

.

 

 

 Aquele primeiro ensaio está difícil de terminar. 
Os outros artistas aqui estão, na espera, e nada de os outros desocuparem a área.

 .

.

 

Reflexões Democráticas...

O Estado Democrático se consubstancia através de um conjunto de direitos e obrigações, estabelecido pelo caminho das normas jurídicas, criadas dentro de seus próprios preceitos.
Seus componentes mais importantes são a liberdade, mesmo que relativa e o respeito incondicional às normas que disciplinam a existência e o funcionamento deste Estado de Direito.
Mas, contando com um Poder Judiciário anormalmente assoberbado de trabalho e uma legislação processual ultrapassada, o Poder Executivo, em especial, tripudia sobre as normas vigentes, sobrecarregando, ainda mais, propositadamente, o Poder Judicante.
Enquanto o Estado, através de seus agentes, continuar a ser
o maior infrator das normas
por eles mesmos instituídas,
democracia nada mais será que uma palavra,
irremediavelmente restrita aos alfarrábios.

 

 

 

Edições Anteriores

Clique para sair

Caminhos da Cidadania

Clique para seguir